Sexta, 05 de Março de 2021 23:58
Opinião Editorial

Novo pedágio

A nova concessão terá duração por 30 anos e terá impacto sobre todos os paranaenses, por isso participar ativamente dessa discussão é tão importante

04/02/2021 15h58
Por: Tribuna
Novo pedágio

A região Oeste vai ser a primeira a receber audiências públicas programadas pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio no Paraná, da Assembleia Legislativa. Nesta sexta-feira (5) em Cascavel e no sábado (6) em Foz do Iguaçu, haverá debates sobre o novo modelo de concessões rodoviárias no Estado. Depois disso haverá audiências ainda em outras cidades das diversas regiões do Paraná. 

A nova concessão terá duração por 30 anos e terá impacto sobre todos os paranaenses, por isso participar ativamente dessa discussão é tão importante. É o momento da sociedade se manifestar, pois corre o risco de continuar pagando o pedágio mais caro do país e ainda como mais praças espalhadas por aí.  

Brasília quer import uma tarifa com preço alto para o pedágio na renovação da concessão de rodovias que deverá ocorrer no decorrer de 2021. Um pedágio que sangra a economia paranaense e lesa o bolso dos motoristas, caminhoneiros, transportadoras, enfim, de todos que por um motivo ou outro precisam usar estas rodovias. 

Não bastasse pagarmos o pedágio mais caro do Brasil e um dos mais caros do mundo, o governo federal novamente quer nos empurrar goela abaixo, um novo contrato de pedágio oneroso. Catarinenses e gaúchos, que recentemente tiveram lotes de rodovias pedagiadas, tiveram a licitação realizada pelo modelo de menor preço de tarifa, ou seja, sem taxa de outorga. Por que querem fazer diferente no Paraná?

Querem nos empurrar, de novo, um pedágio caro. E vejam a ironia, justamente ao povo paranaense que contribui de forma significativa para produção nacional e para o desenvolvimento do país.

Por isso, neste momento é preciso de união para impedir mais uma punição aos paranaenses, especialmente do Oeste. Hoje são 2.500 km de rodovias pedagiadas, entre federais e estaduais, e nem as obras previstas nos contratos, foram entregues ou estão sendo executadas.

A nova proposta quer ampliar para mais de 4 mil quilômetros pedagiados. Inclusive aqui na região estão previstas duas novas praças de pedágio, sendo uma entre Mercedes e Guaíra e outra entre Toledo e Cascavel.  

É um desrespeito ao povo paranaense e precisamos nos posicionar com firmeza. Não podemos aceitar mais os desmandos dos donos do pedágio no Paraná.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Editorial
Sobre Editorial
A opinião do Tribuna do Oeste.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 20° Máx. 25°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
80% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (06/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (07/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias