Terça, 18 de Janeiro de 2022 06:41
23°

Poucas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,52

Euro

R$ 6,3

Peso Arg.

R$ 0,05

Opinião Opinião

A espetacularização da morte

"Marília Mendonça morreu. Procura aquela foto que tiramos com ela e posta logo. Acho que vai bombar."

12/11/2021 22h11
Por: Editor
A espetacularização da morte

A espetacularização da morte é um comportamento cada vez mais comum das pessoas. Para testemunhar isto basta correr o olho nas redes sociais após tragédias como a que vitimou na semana passada a cantora Marília Mendonça, no auge da carreira e de forma tão precoce, aos 26 anos de idade.

 

Parece que estes tempos modernos que vivemos nos contam que precisamos aproveitar a oportunidade e inflar nosso ego midiático. E quanto mais conhecido o personagem da tragédia, melhor a oportunidade. O negócio é pegar carona na morte para se autopromover.

É fato que o nascimento, o casamento e a morte são os três principais rituais da vida. Eles sintetizam cruamente nossa missão aqui na Terra: nascer, reproduzir e morrer. E nos tempos de redes sociais que vivemos, temos o hábito cada vez mais comum de compartilhamos essas experiências com as outras pessoas. Parece que cada vez mais temos a necessidade de compartilhar com outros a alegria de uma conquista ou mesmo a dor da perda. Comentar a morte de outro, apontando suas virtudes e qualidades através de metáforas e narrativas apontando que o finado era assim e assado. Ou pior ainda, brincando de supercrítico diante da angústia da morte. Afinal, está na moda ser crítico.

O detalhe é que a morte dói. Ela representa tristeza e desolação, especialmente àqueles mais próximos. Seja alguém velho e que soube deixar algo para ser lembrado. Seja uma criança, com a dor da vida ceifada logo no seu princípio. Ou mesmo uma pessoa jovem, no auge da carreira, como estava a Marília.

Que época louca é a nossa em que precisamos jogar tudo nas redes sociais para inflar o ego mesmo diante da dor da morte? Talvez isso tenha um preço no futuro. Pois, para onde está indo o sofrimento que escondemos debaixo das redes ao nos exibirmos diante do olhar dos outros? Diante do enigma da vida e da morte, infelizmente vemos cada vez mais patéticos humanos que só buscam enfeitar seus próprios egos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Editorial
Sobre Editorial
A opinião do Tribuna do Oeste.
Marechal Cândido Rondon - PR
Atualizado às 06h22 - Fonte: Climatempo
23°
Poucas nuvens

Mín. 23° Máx. 37°

23° Sensação
15.2 km/h Vento
63% Umidade do ar
90% (11mm) Chance de chuva
Amanhã (19/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 35°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (20/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias