Sexta, 26 de Novembro de 2021 21:17
22°

Tempo aberto

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,6

Euro

R$ 6,35

Peso Arg.

R$ 0,06

Opinião Opinião

A retomada dos eventos

Depois de quase dois anos confinadas em casa, as pessoas estão ávidas para sair e se divertir.

19/11/2021 12h20
Por: Editor
A retomada dos eventos

Talvez nunca na história da humanidade se aguardou com tamanha ansiedade um convite para uma festa. Seja uma simples comemoração de aniversário, um casamento, uma festa da igreja ou da associação de moradores ou mesmo um evento maior, como um show musical. Depois de quase dois anos confinadas em casa, as pessoas estão ávidas para sair e se divertir.

 

O setor de eventos talvez tenha sido o mais afetado pela pandemia de Covid-19. As empresas que vivem disso, para manter o contato e conexão com seus públicos, tiveram que se adaptar ao novo cenário e partir para a realização de seus eventos por meio de plataformas online. Mas nem todas conseguiram encontrar uma solução e muitas acabaram fechando.

Após meses vivendo essa triste realidade, o momento agora começa a se transformar mais uma vez. Com o avanço da vacinação, muitos municípios começaram a retomada dos eventos no formato presencial. E essa volta é um desejo que extrapola o mundo corporativo, uma vez que a grande maioria dos brasileiros sente falta da proximidade humana.

Entretanto, o momento ainda deve ser de cautela. Assim como no início da pandemia, quando muitas dúvidas e incertezas surgiram, essa retomada também gera muitos questionamentos, como, por exemplo, se estamos realmente preparados para reabrir e quais os cuidados que devem continuar.

A tendência é de que o retorno aos eventos ocorra gradualmente ainda em 2021, mas ganhe mais aderência do público a partir do ano que vem. Com essa retomada sendo vital para a maioria das pessoas, que precisam e querem sair de casa, e fundamentalmente para as empresas do setor, existe uma movimentação muito grande para permitir que este retorno seja feito com o máximo de atenção a todas as normas de segurança.

Aos organizadores cabe convencer a si mesmo e aos convidados de seus eventos de que é seguro estar fisicamente presente e que os benefícios superam os riscos.

Além disso, é muito provável que passemos a ter uma nova era de eventos, contemplando quem deseja muito a presença física e aqueles mais cautelosos, que também querem se divertir, mas ainda não querem se arriscar. Vivíamos até março de 2020 a “era de eventos presenciais”. Com o infeliz advento da pandemia, passamos a viver a “era de eventos digitais”. Agora deve começar a “era de eventos híbridos”, onde poderemos somar o melhor dos dois mundos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Editorial
Sobre Editorial
A opinião do Tribuna do Oeste.
Marechal Cândido Rondon - PR
Atualizado às 21h16 - Fonte: Climatempo
22°
Tempo aberto

Mín. 20° Máx. 29°

22° Sensação
15.3 km/h Vento
47.9% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 31°

Sol
Domingo (28/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias