Terça, 18 de Janeiro de 2022 07:23
26°

Poucas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,52

Euro

R$ 6,3

Peso Arg.

R$ 0,05

Opinião Opinão

O que esperar de 2022?

Vamos entrar no ano novo com a esperança renovada, nos afastando cada vez mais de tudo que trouxer tristeza ou atrapalhar a nossa prosperidade

31/12/2021 11h39
Por: Editor
O que esperar de 2022?

 

A pandemia nos pegou de surpresa em 2020. Tivemos que aprender que não temos o controle de nada nesta vida e lidar com a angústia e a ansiedade que toda essa incerteza nos faz sentir.

Inúmeras perdas foram surgindo, como o desemprego, liberdade de ir e vir e inúmeras mortes, inclusive de pessoas próximas. Perdas geram luto e a necessidade de buscar novos sentidos para a vida.

Tudo isso nos ajuda a refletir quem temos sido desde 2020, com todas as marcas que a pandemia nos deixou, e quem queremos ser em 2022.

O ano de 2022 será desafiador por conta da crise econômica mundial imposta pela pandemia em 2020 e 2021. Haverá repercussões ainda em 2022 com a retomada ainda lenta da atividade econômica como um todo. Uma série de fatores pode impactar o custo de vida, como os preços da energia elétrica e dos combustíveis.

Na agricultura, o que mais interessa na nossa região, as perspectivas iniciais igualmente não são boas. O reflexo da seca vem afetando as lavouras da região.

As altas temperaturas e a falta de umidade prejudicam as lavouras e foram determinantes para o impacto negativo nas estimativas de produção. A região Oeste do Paraná, onde o plantio costuma ser mais cedo do que no restante do Estado, é a mais afetada pelas perdas até o momento.

Aliás, os eventos climáticos extremos, cada vez mais recorrentes e com difícil previsibilidade, impactam diretamente na redução de produtividade, especialmente quando enfrentamos longos períodos de seca.

Mas, não é só o clima que afeta os agricultores. Os custos para produzir são os mais altos da história. Em 2021, o produtor rural já conviveu com um aumento de mais de 100% nos custos com fertilizantes e defensivos para culturas como soja e milho, e a tendência é de que este quadro se mantenha em 2022.

A falta de peças e componentes para a indústria de máquinas e implementos agrícolas é outro fantasma que assombra o setor e tem provocado atrasos nas entregas e aumento nos preços.

Passar por um ano difícil não é exclusividade de poucas famílias. Seja qual for o motivo, as adversidades acompanham a vida de muita gente, e não é uma tarefa muito fácil abraçar a positividade quando estamos passando por tantas adversidades. Por isso, a chegada de um novo ano pode nos trazer uma grande diversidade de sentimentos.

Talvez se pensarmos como é bom viver livre de problemas, nossas forças aumentem e o otimismo faça parte de uma porção maior do nosso tempo. Vamos entrar no ano novo com a esperança renovada, nos afastando cada vez mais de tudo que trouxer tristeza ou atrapalhar a nossa prosperidade.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Editorial
Sobre Editorial
A opinião do Tribuna do Oeste.
Marechal Cândido Rondon - PR
Atualizado às 07h23 - Fonte: Climatempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 23° Máx. 37°

27° Sensação
22.7 km/h Vento
54.5% Umidade do ar
90% (11mm) Chance de chuva
Amanhã (19/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 35°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (20/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias