Domingo, 20 de Junho de 2021 17:05
16°

Muitas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,07

Euro

R$ 6,02

Peso Arg.

R$ 0,05

Economia REPORTAGEM

Automóveis: a paixão dos brasileiros

Fascínio por carros pode virar hobby ou até uma forma de ganhar dinheiro

13/05/2021 10h52 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Automóveis: a paixão dos brasileiros

No da 13 de maio comemora-se o Dia do Automóvel. A data foi celebrada pela primeira vez no dia 13 de maio de 1934, de acordo com decreto 24.224, assinado pelo então presidente Getúlio Vargas. Há algumas versões sobre a origem deste dia. Uma delas indica que a data seria em homenagem a Bertha Benz, esposa de Karl Benz, inventor do primeiro carro para venda do mundo, o Benz Patent-Motorwagen - ou Motorcar.

Outra versão aponta que o Dia do Automóvel no Brasil faria referência à produção do Belcar, um carro de passeio brasileiro e, finalmente, uma terceira hipótese indica que o dia teria sido escolhido por causa da abertura da primeira estrada pavimentada do Brasil, que liga o Rio de Janeiro a Petrópolis. A obra foi inaugurada em 13 de maio de 1926.

Apesar da incerteza com relação à origem da data, uma coisa é certa: o automóvel é uma das paixões dos brasileiros, como já dizia o slogan de um comercial de 1994 de uma empresa de combustíveis: “Apaixonados por carros como todo brasileiro”.

Vem de berço

Desde criança os brasileiros já sonham em, no futuro, ter o seu “carrão”.  Dados apontam que no Brasil há 1 carro para cada 4,7 habitantes. Para mostrar um pouco da paixão das pessoas pelos carros, a reportagem do jornal Tribuna do Oeste entrevistou dois amantes de automóveis. Um deles fez da paixão um hobby. O outro, uma profissão.

Restaurando paixões

O empresário rondonense Ingo Hort é exemplo de que a paixão pelos automóveis é algo inexplicável. Ele é dono de uma das maiores coleções de carros da região. Realmente são veículos que saltam aos olhos. São “velhinhos” que são restaurados de forma que ficam como se saíssem da fábrica pela primeira vez. A marca Ford ganha a preferência nos escolhidos por Ingo, como caminhonetas, Maverick, Galaxie, entre outros. Mas há também outras marcas, em especial um fusca com motor V8 de 302 CVs de landau. A mais antiga, uma caminhoneta Ford F-600, ano 1960. A preferida: uma F-100 ano 1069.

“Carro antigo é saudosismo, é resgatar conhecimento, resgatar histórias, é entender tecnologias do passado. Através deles faz-se amigos de todos os níveis, desde o dono de um fusca até um clássico de luxo. Garimpar por peças originais, restaurar um rádio antigo, restaurar um motor, um

cambio, tudo isso é fascinante. Procurar fichas técnicas, manuais, folders originais de época, é um verdadeiro hobby. Adquirir um carro antigo é um investimento, tanto financeiro como em saúde mental. Faz bem pro corpo inteiro. Deve ser compartilhado com amigos, enfim, é indescritível”, destacou, entusiasmado, Hort.

Aproveitamos para questionar sobre a evolução dos carros, o colecionador enfatizou que cada época teve suas caraterísticas. “Ao longo dos anos muitas coisas foram substituídas. Deu-se lugar para a leveza de materiais, com muito plástico, porém, com muita segurança, estabilidade e tudo mais. Porém, viajar em um carro antigo é cheio de nostalgia. Algo maravilhoso”, enfatizou.

A preferida: uma F-100 ano 1969

 

Parte da coleção de Ingo

Ingo com o neto: desde cedo instigando o amor aos automóveis

Vendedor de sonhos

Há 35 anos o empresário rondonense José Ramos Neto (o Binho) atua na compra e venda de automóveis, porém, há 15 anos encontrou um nicho de mercado: a importação de veículos. Ele importa automóveis de países como Estados Unidos e Paraguai, os restaura e os vende em todo Brasil, principalmente São Paulo.

Corvettes, Porsche, Rolls Royce, Mustang, Crysler, Cadillac, Camaro e Shelby Cobra são alguns dos veículos já comercializados pelo empresário. Questionado sobre qual a sensação de poder realizar o sonho de uma pessoa com a venda de uma destas máquinas, Binho é enfático: “Essa é a melhor parte e a mais gratificante. É preciso coragem e olho clínico pra encarar esse trabalho desafiador. Escolher os modelos, cores, acabamentos e buscar peças as vezes bem raras, mas a compensação é enorme. A reação das pessoas quando se deparam com um carro antigo restaurado com qualidade é impressionante. Muitos se remetem ao passado onde pais e avós passeavam com esses bólidos elegantes e potentes pelas ruas. Os compradores desses carros geralmente são pessoas que viveram de alguma forma próximos desses carros na infância e se encantaram com a riqueza de detalhes em que foram construídos. Esses compradores estão adquirindo sonhos”, mencionou.

Na página do Facebook: West Classics Import, é possível ver carros que estão á disposição e outros já comercializados.

José Ramos Neto (o Binho): o vendedor de sonhos

Pontiac Starchief, 1958

Mustang Conversível, 1965

Rolls Royce Corniche Coupe, 1976

Corvette 350 CVs, ano 1989, é o seu carro atual

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Marechal Cândido Rondon - PR
Atualizado às 17h00 - Fonte: Climatempo
16°
Muitas nuvens

Mín. Máx. 13°

16° Sensação
1 km/h Vento
76% Umidade do ar
90% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (21/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 16°

Sol com muitas nuvens e chuva
Terça (22/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 21°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias