Segunda, 17 de Junho de 2024 00:53
23°

Tempo nublado

Marechal Cândido Rondon, PR

Dólar com.

R$ 5,38

Euro

R$ 5,76

Peso Arg.

R$ 0,01

Esportes Esporte

Paranaense Bárbara Domingos leva o bi no Pan-Americano de ginástica rítmica

Classificada para a Olimpíada de Paris, ginasta conquistou pela segunda vez o ouro na prova individual geral do Pan da Guatemala no último fim de ...

10/06/2024 13h13
Por: Tribuna Fonte: Secom Paraná
Foto: Reprodução/Secom Paraná
Foto: Reprodução/Secom Paraná

Duas atletas do programa Geração Olímpica e Paralímpica do Governo do Paraná foram destaque no Pan-Americano de Ginástica Rítmica no último fim de semana, disputado na Guatemala. Com vaga já garantida para a Olimpíada de Paris, Bárbara Domingos, a Babi, conquistou pela segunda vez o ouro na prova individual geral, enquanto que Maria Alexandre conquistou o bronze na mesma categoria.

Babi fechou a competição com 130.150 pontos no somatório das quatro provas (arco, bola, maças e fita). Além do individual geral, em que Bárbara tornou-se bicampeã continental, ela conquistou o ouro no conjunto, formado com as colegas Maria Alexandre e Geovanna Santos; ouro no arco; e duas pratas, nas maças e na fita.

Com o passaporte carimbado para Paris, Babi conta que o Pan de Ginástica Rítmica serviu como um preparativo para a Olimpíada. “No Pan tinham muitas ginastas fortes, mas nós viemos com o objetivo de defender meu título de campeã pan-americana e conseguimos mostrar tudo o que a gente treinou, além da preparação para a Olimpíada, que está tão perto agora”, destaca Babi.

Mas segundo a atleta, a chegada até o resultado não foi fácil. Durante a competição, ela teve uma infecção intestinal. “Eu praticamente não conseguia treinar antes de entrar na quadra. Foi um grande desafio, mas eu consegui competir, então foi muito importante essa minha resiliência, vontade de querer sair dali com medalhas e satisfeita com a competição”, finaliza.

A técnica Márcia Naves celebrou a manutenção do título para o Paraná. “A Babi competiu com outras brasileiras que também eram muito fortes, ginastas do México, Estados Unidos, Canadá, mas ela conseguiu. Mesmo com o problema de saúde, ela deu a vida dela na final e estamos voltando com três medalhas de ouro e duas medalhas de prata”, ressalta Márcia.

“Isso é muito importante e a consagra como a melhor ginasta das Américas e a que que vai representar o Brasil na Olimpíada”, complementa.

MARIA ALEXANDRE -Maria Alexandre é outra grande revelação do esporte paranaense. Com apenas 17 anos, ela subiu ao pódio do Pan-Americano de Ginástica Rítmica pela primeira vez. Além do ouro do conjunto, ela conquistou o ouro na bola e na fita; e bronze no individual geral e nas maças.

A equipe brasileira adulta subiu ao pódio 12 vezes, com cinco ouros, cinco pratas e dois bronzes. Com os resultados, o Brasil conquistou uma cota individual e assegurou o conjunto na Olimpíada, que terá início no final de julho.

INCENTIVO —As duas atletas são bolsistas do programa Geração Olímpica e Paralímpica, do Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Estado do Esporte (SEES), e com patrocínio exclusivo da Copel. Neste ano o programa está em sua 13ª edição. Ele oferece bolsas que vão desde formador escolar até Olimpo, esta última voltada a atletas que irão representar o Estado nos Jogos Olímpicos e Jogos Paralímpicos de Paris. O investimento no programa em 2024 é de R$ 5,2 milhões.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias